desculpem, desculpem mesmo queridos. o tempo anda apertado, prometo que vou voltar, prometo! obrigada pela paciência :)

quarta-feira, setembro 1

acreditas no destino?
acho que sim.
não tens medo dele? quer dizer.. medo de que tudo possa mudar em segundos.
não, não tenho porque sei que te vou ter sempre aqui a meu lado, não te vou deixar ir. nunca.
prometes?


foi tão bom conhecer-te, foi tão bom estares comigo todos os dias. os nossos passeios, ainda te lembras? andávamos descalços pela relva molhada do jardim da minha casa, o vento, quando íamos ver as estrelas todos os dias e cada dia parecia que aquela nossa estrela estava mais brilhante ainda. será que lutava por nós? tu dizias que quando voltasse para Lisboa, a procurasse e assim ia saber que estavas sempre comigo. mas e quando não houverem estrelas no céu?

prometo.

dreamer